Prefeitura de Varginha

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Sambalanço será a atração do 2º Grito de Carnaval do Quinta da Boa Musica

E-mail Imprimir PDF

brasao

 

No repertório um pouco de tudo dos tradicionais carnavais e um

desfile espontâneo de blocos carnavalescos da cidade

 

A Fundação Cultural de Varginha confirma a 295ª edição especial de Carnaval e abertura da Temporada 2018 do Projeto Quinta da Boa Música, no dia 08/02/18, às 19h30, na plataforma de embarque da antiga Estação Ferroviária de Varginha, apresentando pela segunda vez o Grupo Sambalanço, com 42 anos de estrada musical, considerado o grupo mais antigo da cidade, que reviverá os melhores momentos dos tradicionais carnavais com muito samba, forró, frevo e marchinhas tradicionais.

Sambalanço ataca logo às 19h30 e, durante o show haverá um desfile com os Blocos Viúvas Virgens, Bateria Nota 10 e muitos convidados. Novos Blocos interessados no desfile poderão participar bastando entrar em contato com a Produção com antecedência. Já os Blocos menores têm total liberdade de participação e o tema é livre.

Na formação do Sambalanço, o multi-instrumentista e Professor Dinho Batistão na guitarra, teclado e voz; Fatima Bertola no violão e voz; Valtinho Vieira na bateria, percussão e voz e Marquinho Ferreira na percussão e voz. Nos metais, a participação dos instrumentistas e Professores do Cemva Mauricio José de Souza, no trombone; Wilson Silva no sax alto; Ricardo Albinatti no sax tenor; Rocival Alves no sax barítono e participação especial do Músico e Produtor Rosildo Beltrão no trompete.

O Sambalanço foi criado em 76 pelo conhecido músico varginhense Dinho Batistão. A primeira apresentação do grupo foi no dia 19 de janeiro de 70, no restaurante Tigrão, super frequentado pela sociedade da época e primeira casa a apresentar música ao vivo em Varginha. O sucesso e a aceitação foi tão grande que, com 30 dias de atividade, já recebia convites para se apresentar nos clubes tradicionais. O Grupo nunca interrompeu suas atividades e este ano completa 41 anos de apresentações e muitas histórias.

O repertório sempre girou em torno do samba, bossa nova, chorinho, frevo, forró nordestino e MPB da pesada, o que gerou uma novidade na época. Os grupos musicais que ainda não eram chamados de “Bandas”, tinham seus repertórios pautados na música pop internacional. Por ser o único grupo no gênero à época, o Sambalanço extrapolou as fronteiras mineiras e realizou apresentações nas principais capitais e estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Brasília, Goiás, Espírito Santo, Curitiba, Florianópolis, Rio Grande do Sul e em centenas de cidades do interior mineiro. O Sambalanço participou em diversos shows com consagrados artistas da época como Nelson Gonçalves, Dercy Gonçalves, Emilio Santiago, Golden Boys, Demônios da Garoa, Francisco Petrônio e outros.

Um dos momentos marcantes do grupo foi a participação especial no lançamento do livro “Instrumentos Musicais Brasileiros” um projeto cultural da Rhodia, coordenado por Ricardo Ohtake, apresentando alguns dos instrumentos ao vivo no lançamento do livro em 88 na Casa da Rhodia, em São Paulo.

Segundo Dinho Bastistão, “É sempre uma satisfação retornar no QBM. Acompanho o Projeto desde o início e estamos novamente ansiosos para mostrar nosso estilo musical na plataforma de embarque da Estação e relembrar ainda os grandes momentos dos tradicionais carnavais. Preparamos um repertório bacana, variado e prometemos balançar o fiel público do QBM com muita marchinha, forró, frevo e samba”, afirma com entusiasmo o músico Dinho.

Já o Diretor Superintendente da Fundação Cultural Leandro Acayaba, comenta sobre a novidade deste ano que será o lançamento inédito da 1ª edição da Revista QBM. “Como havia prometido para as bandas no ano passado, a revista trará a relação cronológica de todas as edições, registros, fotos, curiosidades, depoimentos de músicos e fãs do Projeto, e fotos e pequeno texto sobre as 44 bandas que espontaneamente participaram nas edições de 2017. Sem dúvida, as bandas foram de altíssimo nível, e assim será a melhor forma valorizar, incentivar e registrar definitivamente ao longo da história estes bons momentos da produção musical de Varginha. Neste ano vamos manter o mesmo apoio ao Projeto e quero registrar ainda a grande satisfação de ver o evento sempre lotado e com pessoas de todas as idades, num único objetivo que é curtir a boa música”, comenta o Diretor Leandro.

O Projeto “QBM” é uma realização da Prefeitura de Varginha por meio da Fundação Cultural e conta com o apoio da Tribos SA, do Espaço Livre, das barracas do Ratinho e do Pernambuco, da Policia Militar, da Guarda Civil Municipal e de toda imprensa da região.

As bandas interessadas em participar do projeto deverão, inicialmente, solicitar o cadastramento no SISTEMA MUNICIPAL DE CULTURA, pessoalmente ou por e-mail, de segunda a sexta, no horário comercial na sede administrativa da Fundação Cultural na antiga Estação Ferroviária de Varginha, na Praça Matheus Tavares, 121, centro, telefone (35) 3690 2700.

 

 

 

Mais informações na Coordenadoria de Eventos com o Produtor Rosildo Beltrão pelo telefone (35) 3690 2708, ou pelo e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Maiores detalhes: www.varginhacultural.com.br - https://www.facebook.com/QuintaDaBoaMusicaEmVarginha

 

 

CONTATO: Dinho Batistão: (35) 98856 7370 – 3222 7854

 

Fatima Bertola: (35) 98711 4671 - 3212 7370

 

sambalanco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No repertório um pouco de tudo dos tradicionais carnavais e um desfile espontâneo de blocos carnavalescos da cidade

 

A Fundação Cultural de Varginha confirma a 295ª edição especial de Carnaval e abertura da Temporada 2018 do Projeto Quinta da Boa Música, no dia 08/02/18, às 19h30, na plataforma de embarque da antiga Estação Ferroviária de Varginha, apresentando pela segunda vez o Grupo Sambalanço, com 42 anos de estrada musical, considerado o grupo mais antigo da cidade, que reviverá os melhores momentos dos tradicionais carnavais com muito samba, forró, frevo e marchinhas tradicionais.

 

Sambalanço ataca logo às 19h30 e, durante o show haverá um desfile com os Blocos Viúvas Virgens, Bateria Nota 10 e muitos convidados. Novos Blocos interessados no desfile poderão participar bastando entrar em contato com a Produção com antecedência. Já os Blocos menores têm total liberdade de participação e o tema é livre.

 

Na formação do Sambalanço, o multi-instrumentista e Professor Dinho Batistão na guitarra, teclado e voz; Fatima Bertola no violão e voz; Valtinho Vieira na bateria, percussão e voz e Marquinho Ferreira na percussão e voz. Nos metais, a participação dos instrumentistas e Professores do Cemva Mauricio José de Souza, no trombone; Wilson Silva no sax alto; Ricardo Albinatti no sax tenor; Rocival Alves no sax barítono e participação especial do Músico e Produtor Rosildo Beltrão no trompete.

 

O Sambalanço foi criado em 76 pelo conhecido músico varginhense Dinho Batistão. A primeira apresentação do grupo foi no dia 19 de janeiro de 70, no restaurante Tigrão, super frequentado pela sociedade da época e primeira casa a apresentar música ao vivo em Varginha. O sucesso e a aceitação foi tão grande que, com 30 dias de atividade, já recebia convites para se apresentar nos clubes tradicionais. O Grupo nunca interrompeu suas atividades e este ano completa 41 anos de apresentações e muitas histórias.

 

O repertório sempre girou em torno do samba, bossa nova, chorinho, frevo, forró nordestino e MPB da pesada, o que gerou uma novidade na época. Os grupos musicais que ainda não eram chamados de “Bandas”, tinham seus repertórios pautados na música pop internacional. Por ser o único grupo no gênero à época, o Sambalanço extrapolou as fronteiras mineiras e realizou apresentações nas principais capitais e estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Brasília, Goiás, Espírito Santo, Curitiba, Florianópolis, Rio Grande do Sul e em centenas de cidades do interior mineiro. O Sambalanço participou em diversos shows com consagrados artistas da época como Nelson Gonçalves, Dercy Gonçalves, Emilio Santiago, Golden Boys, Demônios da Garoa, Francisco Petrônio e outros.

 

Um dos momentos marcantes do grupo foi a participação especial no lançamento do livro “Instrumentos Musicais Brasileiros” um projeto cultural da Rhodia, coordenado por Ricardo Ohtake, apresentando alguns dos instrumentos ao vivo no lançamento do livro em 88 na Casa da Rhodia, em São Paulo.

 

Segundo Dinho Bastistão, “É sempre uma satisfação retornar no QBM. Acompanho o Projeto desde o início e estamos novamente ansiosos para mostrar nosso estilo musical na plataforma de embarque da Estação e relembrar ainda os grandes momentos dos tradicionais carnavais. Preparamos um repertório bacana, variado e prometemos balançar o fiel público do QBM com muita marchinha, forró, frevo e samba”, afirma com entusiasmo o músico Dinho.

 

Já o Diretor Superintendente da Fundação Cultural Leandro Acayaba, comenta sobre a novidade deste ano que será o lançamento inédito da 1ª edição da Revista QBM. “Como havia prometido para as bandas no ano passado, a revista trará a relação cronológica de todas as edições, registros, fotos, curiosidades, depoimentos de músicos e fãs do Projeto, e fotos e pequeno texto sobre as 44 bandas que espontaneamente participaram nas edições de 2017. Sem dúvida, as bandas foram de altíssimo nível, e assim será a melhor forma valorizar, incentivar e registrar definitivamente ao longo da história estes bons momentos da produção musical de Varginha. Neste ano vamos manter o mesmo apoio ao Projeto e quero registrar ainda a grande satisfação de ver o evento sempre lotado e com pessoas de todas as idades, num único objetivo que é curtir a boa música”, comenta o Diretor Leandro.

 

 

O Projeto “QBM” é uma realização da Prefeitura de Varginha por meio da Fundação Cultural e conta com o apoio da Tribos SA, do Espaço Livre, das barracas do Ratinho e do Pernambuco, da Policia Militar, da Guarda Civil Municipal e de toda imprensa da região.

 

As bandas interessadas em participar do projeto deverão, inicialmente, solicitar o cadastramento no SISTEMA MUNICIPAL DE CULTURA, pessoalmente ou por e-mail, de segunda a sexta, no horário comercial na sede administrativa da Fundação Cultural na antiga Estação Ferroviária de Varginha, na Praça Matheus Tavares, 121, centro, telefone (35) 3690 2700.

 

Mais informações na Coordenadoria de Eventos com o Produtor Rosildo Beltrão pelo telefone (35) 3690 2708, ou pelo e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Maiores detalhes: www.varginhacultural.com.br - https://www.facebook.com/QuintaDaBoaMusicaEmVarginha

 

CONTATO: Dinho Batistão: (35) 98856 7370 – 3222 7854

Fatima Bertola: (35) 98711 4671 -  3212 7370